Ouça agora na Rádio

N Notícia

Christiano Antonucci

FOTO: Christiano Antonucci

Profissionais debatem mudança de perfil e desafios da saúde coletiva

Fórum reúne cerca de 800 profissionais da área, doutores, mestres de referência da saúde, acadêmicos e comunidade em geral

Cerca de 800 profissionais da saúde estão reunidos no 1° Fórum Mato-grossense em Promoção da Saúde para debater os desafios e novas diretrizes para as políticas públicas desenvolvidas na área da saúde no Estado. Nesta ocasião, os profissionais poderão analisar as mudanças no perfil da saúde e os desafios sociopolíticos e culturais da saúde coletiva, que incluem vários fatores sociais e diversas esferas do sistema.

Durante os dias 6, 7 e 8 de novembro, os gestores da saúde estadual e municipal e acadêmicos da área estão reunidos para participar das palestras, que debaterão 13 diferentes temáticas, como alimentação saudável, aleitamento materno e demais políticas efetivas em Promoção da Saúde.

A coordenadora de Promoção e Humanização da Saúde da SES-MT, Rosiene Pires, destacou que o objetivo “é propiciar um encontro de saberes e experiências em promoção da Saúde entre os municípios, para o fortalecimento das ações de Promoção da Saúde, de forma a identificar possíveis parcerias e fomentar iniciativas intersetoriais no âmbito público e privado”.

O professor e doutor pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Ricardo Ceccim, iniciou a primeira temática do Fórum, que discutiu a “Promoção da Saúde e Educação Permanente: inovações e desafios”. Ceccim é doutor em psicologia clínica e destacou que este tipo de evento reúne pessoas e proporciona uma troca de experiência e saber que é fundamental para construção de políticas públicas para saúde.

“Este é o lugar onde encontramos pessoas e que coloca em conversa uma comunicação em rede, com todos os projetos, intenções, planos e ideias. Qualquer política pública que a gente propõe precisa passar por essa etapa de se oferecer para conversar com a sociedade”, disse o conferencista.

Além disso, ele destacou que, ao falar sobre Promoção da Saúde, é enxergado apenas o conceito prático da oferta de serviço oferecida nos hospitais pelas unidades de saúde. Porém, a sociedade não deve ficar presa apenas à ideia “de boas práticas”, mas entender que é competência do Sistema Único de Saúde (SUS) “o contexto da vida”. “Não podemos ficar apenas em um dos aspectos do cuidado e proteção, que é a assistência, doenças e outros acidentes”, concluiu.

Outro palestrante que enriqueceu o evento e trouxe para o Fórum a temática intitulada “A Arte do Cuidar e o Poder do Encontro”, foi o Reitor da Unipaz de Brasília (DF), Roberto Crema. Segundo o conferencista, a sociedade é que ganha, pois “neste momento, Mato Grosso está sendo a Capital da arte do cuidado integral. É preciso que essa consciência seja irradiada e sirva de exemplo para todo o Brasil e eu diria para todo o planeta”.

Todos os sete temas do evento serão apresentados sob a forma de conferências, encontro de saberes, mesas redondas, talk show, atividades artísticas e culturais, exposições de banners e exposições orais.

Ao final do evento, será oficializada a “Carta Mato Grosso para a Promoção da Saúde”, o resultado da construção da troca de saberes entre palestrantes e congressistas, que juntos constroem importantes diretrizes para nortear e promover políticas de saúde para os 141 municípios do Estado.

Além disso, será realizada, na sexta-feira (8), a premiação de trabalhos que estão sendo apresentados no 1° Encontro Mato-grossense de Experiências Bem-Sucedidas em Promoção da Saúde.

Serviços

O 1º Fórum Mato-grossense em Promoção da Saúde está sendo realizado no Hotel Fazenda Mato Grosso que fica localizado na Rua Antônio Dorileo, 1100 – Região do Coxipó.

FONTE: http://www.mt.gov.br/noticias
Link Notícia